DEMONSTRAÇÃO DE FORÇA: BOMBARDEIRO AMERICANO SOBREVOA PENÍNSULA COREANA

Tempo de leitura: 1 minuto

Olá Questionadores

Na quarta-feira (6), o bombardeio estratégico estadunidense LANCER B-1B sobrevoou a península coreana no âmbito dos exercícios de combate aéreo.

Segundo informações da agência Yonhap, a missão da aeronave norte-americana faz parte das manobras conjuntas do EUA e Coréia do Sul – Vigilant Ace 18

Segundo informa o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul, citado pela Yonhap, o bombardeiro estratégico não estava sozinho; com ele, mais dois caças furtivos estadunidenses F-22 Raptor sobrevoaram a península.

“Manobras em curso entre Forças Aéreas da Coreia do Sul e dos EUA demonstraram vontade e capacidade da aliança de realizar pressão forte sobre a ameaça nuclear e de mísseis da Coreia do Norte”, a Yonhap cita o comunicado do órgão militar sul-coreano.

Destaca-se que os aviões norte-americanos estariam treinando ataques a supostos alvos no polígono que se localiza na Coreia do Sul perto da fronteira com a Coreia do Norte.

EUA e Coreia do Sul realizam nesta semana as manobras conjuntas sem precedentes que contam com participação de mais de 200 aviões bélicos. A conclusão das manobras está prevista para sexta-feira (8).

A situação da península norte coreana está cada vez mais perto de uma escalada militar sem precedentes, tal como nunca aconteceu antes, pois com armamentos nuclear a disposição da Coréia do norte, muitas vidas estão a mercê do regime de Kim Jong-un.

A grande questão é. Essas manobras seriam um pretexto para um ataque surpresa, esse estilo de ataque já aconteceu antes. Porém essa possibilidade é improvável levando em conta as milhares de vidas que estão subjugadas pelo ditador norte coreano, a consequência de um ataque contra a Coréia do norte seria devastador para os aliados do EUA e países próximos ao conflito.

QUESTIONE-SE